Posted in:

8 Motivos para usar o Treinamento Suspenso na sua Aula

Inovar nas aulas de Treinamento Funcional muitas vezes é questão de vida ou morte para a sua turma. Você não quer deixá-los entediados com os exercícios propostos, então começa a buscar um bom acessório para incrementar. Vou fazer uma sugestão aqui: o treinamento suspenso.

Quando falo em treinamento suspenso me refiro aos exercícios realizados com parte do corpo em suspensão (geralmente membros superiores ou inferiores) nas fitas de suspensão. Elas são equipamentos que ganharam popularidade e te proporcionam uma ampla gama de movimentos.

Além disso, as fitas são perfeitas para uma aula de Treinamento Funcional. Quer entender por quê? Confira os 7 motivos para incluí-las na sua aula abaixo, é só continuar lendo.

1) É bom para Exercícios Multiarticulares

Um dos objetivos do Treinamento Funcional é trabalhar o corpo como um todo. Seria impossível atingir tal objetivo sem utilizar diversas articulações num mesmo movimento.

Observe a maneira de movermos o corpo no dia-a-dia, ou até nos esportes, sempre movemos mais de uma parte do corpo ao mesmo tempo. Você esticou a mão para pegar uma caneta e anotar algo que achou interessante nesse artigo? Já ativou mais de uma região ao mesmo tempo.

Isso só nos mostra como é importante trabalhar o corpo de maneira global. E o treino suspenso é uma ferramenta perfeita para isso. Conseguimos trabalhar diversos exercícios funcionais nas fitas de suspensão, ou seja, movimentos multiarticulares.

A melhor parte de usar o treino suspenso para exercícios funcionais é o incentivo que damos ao aluno. Ele trabalha seu corpo por completo ao mesmo tempo que se diverte com um estímulo diferente.

Se você estava procurando um equipamento diferente para incorporar aos exercícios funcionais essa é uma ótima opção.

2) Funciona tanto para Iniciantes quanto para Avançados

A fita de suspensão, usada para o treino suspenso, parece algo complexo de usar para um aluno iniciante. Quando você olhou para os exercícios que eu posto no Facebook deve ter começado a se perguntar:

Será que meu aluno que começou as aulas semana passada e é sedentário consegue fazer isso?

Deixa eu te contar uma novidade animadora: ele consegue sem problemas! Felizmente, o treino suspenso é facilmente adaptado para vários níveis diferentes de habilidades. Você consegue usá-lo com os alunos iniciantes e avançados, tudo no mesmo equipamento.

Ao desenvolver o equipamento, seu criador utilizou três princípios:

  • Estabilidade
  • Pêndulo
  • Resistência

Cada um deles serve para dificultar ou facilitar o movimento realizado. De acordo com o princípio do vetor de resistência conseguimos aumentar a resistência exercida sobre certo músculo durante o exercício.

Para isso bastante alterar o ângulo formado entre o corpo e o solo. Conforme o ângulo diminui o exercício fica mais difícil (pense que a gravidade puxando o corpo para baixo também se torna parte da resistência). Portanto se você quer adaptar o exercício para iniciantes é só aumentar esse ângulo e encontrar uma posição mais estável.

O princípio do pêndulo determina que a posição do corpo em relação ao ponto fixo da fita também deixa o movimento mais fácil ou difícil. O treino suspenso fica mais desafiador quando o aluno se distancia do ponto fixo. Quanto mais perto mais estável será o movimento, portanto mais fácil.

Por fim, outra maneira de dificultar ou facilitar é alterando a base de apoio do aluno. Uma base menor dará menos estabilidade, uma maneira simples de desafiar seu aluno.

Pense num agachamento, por exemplo. Posso pedir para o aluno realiza-lo em suporte unipodal, só com um dos pés no solo. Claro que um iniciante não conseguiria fazer de primeira, exigindo alguma preparação.

Viu como qualquer um pode usar o treino suspenso para treinar seu corpo? É só você, o instrutor, dar as instruções corretas para cada um.

3) É um ótimo trabalho de Core

Quem trabalha com funcional ou Pilates está cansado de saber sobre a importância do Core. É exatamente por esse motivo que o Treinamento Funcional utiliza tantos exercícios com foco no Core. Desde o agachamento até abdominais, todos ajudam a fortalecer e ativar a região.

Uma maneira interessante de ativar o Core é usando movimentos de base instável. Ao treinar o equilíbrio do seu aluno você o força a ativar essas musculaturas para manter a posição. E movimentos feitos no treino suspenso fornecem exatamente isso para a sua aula.

O Treinamento Funcional utiliza diversos acessórios para inserir alguma instabilidade nos seus exercícios: o Bosu, Fitball, balance pad e outros. Está na hora de incluir nessa lista as fitas de suspensão. Através delas seu aluno fará um exercício com instabilidade que pode ser adaptado para qualquer nível.

Durante um movimento o corpo utiliza as musculaturas do Core para manter seu centro de gravidade sob controle. Em movimentos instáveis, como os do treinamento suspenso, o centro de gravidade é deslocado. Dessa maneira conseguimos forçar a ativação do Core para manter a postura e posição ereta durante o exercício.

Essa ativação acontece em todos os exercícios do treinamento suspenso. Por sua eficiência no fortalecimento de Core, a fita de suspensão foi introduzida até na reabilitação.

4) Ajuda a Melhorar o Equilíbrio

Já tentou fazer uma prancha com os pés suspensos pela fita de suspensão? Se a resposta foi sim tenho certeza que você entende como o treinamento suspenso contribui para o equilíbrio.

Como mencionei anteriormente, a instabilidade está sempre presente nesses exercícios. Além de fortalecer o Core, essa característica também ajuda seu aluno a ficar mais equilibrado. Ele aprende a controlar o corpo e a postura durante os exercícios aos poucos, tornando-se cada vez melhor nesse tipo de movimento.

Lembrando que o exercício não precisa ser extremamente desafiante se o seu aluno for iniciante. Você pode começar com uma base mais estável e uma menor resistência na musculatura.

Não exija demais do seu aluno antes que ele esteja preparado para executar o movimento. Eventualmente ele começará a evoluir e conseguirá realizar exercícios com uma base bastante instável.

Por existir essa possibilidade de facilitar os exercícios no treino suspenso ele é também uma boa maneira de preparar seus alunos. Peguemos o exemplo de um aluno que tem dificuldade para realizar um exercício na Fitball, por exemplo. Para prepara-lo você pode utilizar o mesmo movimento na fita de suspensão, mas feito de maneira facilitada.

Assim o praticante consegue se acostumar à instabilidade moderada da fita de suspensão. Depois ele consegue evoluir para movimentos mais avançados em outros acessórios ou até na própria fita.

5) Ajuda a Melhorar a Postura

De certa maneira, esse motivo está relacionado ao resultado dos dois tópicos anteriores. Ao fortalecer o Core seu aluno está mais preparado para estabilizar a coluna durante os movimentos.

Precisamos sempre lembrar que não existe uma postura estática. Ela deve ser mantida durante todos os movimentos realizados no dia-a-dia, e a única maneira de fazer isso é com um Core bem ativado.

Na verdade, a fraqueza do Core está por trás de diversos problemas posturais.

Outro fator que auxilia na manutenção da postura é a instabilidade gerada pelo treinamento suspenso. Você sabe qual é o grande desafio dos alunos durante esses exercícios? Manter a coluna ereta sem realizar compensações.

Com eles conseguimos descobrir quais são as principais compensações que estão afetando os movimentos do aluno e corrigi-las. Isso vale para qualquer movimento, desde um agachamento até uma prancha em suspensão.

Use a fita de suspensão nas suas aulas como aliada para corrigir os problemas posturais. Sabemos que a vida sedentária levada por boa parte dos alunos é um vilão que causa cada vez mais problemas e dores na coluna. Se realmente queremos ajuda-los devemos lembrar sempre da postura.

6) Atende Diversos Objetivos

Conseguimos usar o treinamento suspenso para todos os alunos que querem melhorar sua aptidão física através do Treinamento Funcional. Mas fique sabendo que ele não é limitado a isso.

Qualquer aluno seu pode se beneficiar das fitas de suspensão na aula, mesmo que ele tenha objetivos diferentes. Alguém que quer alcançar emagrecimento, hipertrofia, manter a saúde, definir o corpo e até se recuperar de uma patologia consegue ganhos.

É por isso que podemos utilizar o treinamento suspenso até em aulas de Pilates. Você consegue utilizar exercícios mais simples e “leves” para uma fase inicial de reabilitação com seu aluno sem problemas.

Do mesmo jeito, o aluno que busca melhorar seu desempenho em um esporte consegue exercícios bastante eficientes nas fitas. Alguns artigos indicam que o treinamento com fitas de suspensão auxilia a melhorar o desempenho de atletas e prevenir lesões.

No caso da reabilitação as fitas de suspensão são maravilhosas. Elas te dão a possibilidade de usar um exercício um pouco mais desafiador com pouco impacto nas articulações. Claro que você precisará tomar cuidado com a posição do aluno para evitar quedas (especialmente ao trabalhar com idosos).

Isso significa que não existe desculpa alguma para excluir esses exercícios da sua aula.

7) É o suficiente para fazer uma Aula Completa

Quem disse que você precisa de dezenas de equipamentos para uma aula completa? O treinamento em suspensão é o suficiente para uma aula que trabalha todas as necessidades do aluno.

Se você quer inovar e fazer algo diferente para seus alunos pode sim fazer uma aula só utilizando as fitas de suspensão. Adicione aos exercícios um aquecimento adequado e seus clientes estarão prontos para um período de exercícios dinâmicos e desafiadores.

Eu não vou ficar sem exercícios para fazer, Keyner?

Calma que as fitas de suspensão não são limitadas como você está imaginando. Com elas podemos fazer praticamente todos os exercícios do repertório de Treinamento Funcional. Sabemos que esse repertório é imenso, quase infinito.

Você consegue adaptar dezenas de exercícios para o treinamento suspenso. É só decidir onde será o ponto de apoio do corpo e qual é o nível de dificuldade desejada.

Para exercícios como as flexões, por exemplo, é comum deixar os pés suspensos pela fita. Assim exigimos mais do aluno em questão de estabilizar o corpo para se mover. Também é possível realizar uma infinidade de puxadas, remadas e afins na fita de suspensão.

Concluindo, dá para variar e muito com os exercícios nesse tipo de treinamento. Eles podem até substituir uma aula completa ou te dar um repertório infinito para suas aulas.

8) É fácil de Instalar

Já vi muita gente desistindo de usar as fitas de suspensão por causa da instalação. Felizmente não é tão difícil assim e você pode ficar tranquilo porque qualquer um consegue.

A única exigência para instalar as fitas é encontrar um ponto fixo alto e seguro, que dê espaço o suficiente para fazer os exercícios. Elas podem ser usadas inclusive em ambientes externos, caso você queira aproveitar para dar uma aula diferente para seus alunos.

Antes de deixar os alunos se pendurarem nas fitas, teste com cuidado. Se elas não estiverem presas a uma estrutura bem fixas você vai acabar com acidentes durante a aula.

Quem utiliza aparelhos de Pilates como o Cadillac também tem a opção de prender a fita nele. Só tome cuidado na hora de se exercitar porque dependendo da maneira que o movimento for feito o equipamento pode cair. Minha recomendação é evitar esse tipo de instalação que talvez torne-se problema para você e seu aluno.

Cuidados para usar Exercícios de Treinamento Suspenso

Os exercícios com fitas de suspensão são perfeitamente seguros para todos os seus alunos. Só tome alguns cuidados antes e durante a realização do movimento.

Comecemos falando sobre a preparação do aluno. Mesmo que existam exercícios iniciantes para fazer com o equipamento, ele ainda inclui um elemento de instabilidade. Alguém que é incapaz de fazer o movimento numa base estável certamente apresentará compensações na base instável.

Sabe aquele seu aluno que não consegue fazer uma prancha convencional? Ele não está preparado para fazer uma prancha nas fitas de suspensão. Antes de colocá-lo no equipamento faça um trabalho preparatório de fortalecimento e estabilização de Core.

Assim você evita compensações na hora dos exercícios que podem ser prejudiciais para o aluno.

O aquecimento antes de exercícios suspensos avançados também deve ser cuidadoso. Você quer um aluno pronto para realizar os movimentos com perfeição, então comece com versões mais simplificadas para ter certeza.

Por fim, sempre observe seu aluno e dê as instruções corretas. Ele deve saber como facilitar ou dificultar seus exercícios através de ajustes na posição do corpo. Vá mostrando como fazer os movimentos para melhorar ainda mais seu desempenho e sempre tome cuidado com compensações.

Quanto mais perto da fadiga estiver o corpo, mais provável será que ele vai compensar. Isso exige um olhar atento do instrutor que deseja garantir a segurança do aluno e eficiência do exercício.

Tomando todos esses cuidados você conseguirá usar o treinamento suspenso com qualquer um dos seus alunos. Mesmo que ele seja um idoso ou alguém lesionado.

Conclusão

Conseguimos perceber como o treinamento suspenso é uma ferramenta valiosa para aulas de Treinamento Funcional. Ele traz diversos benefícios para os alunos, como:

  • Exercícios globais e multiarticulares;
  • Trabalho de força;
  • Melhora no equilíbrio;
  • Fortalecimento de Core;
  • Trabalho de mobilidade e estabilidade.

Os movimentos realizados na fita de suspensão certamente entram em todos os requisitos exigidos pelo Treinamento Funcional. Então por que não utilizá-los?

Seus alunos terão um incentivo a mais na aula, conseguirão realizar um trabalho eficiente e seguro. Portanto, essa é uma maneira perfeita de complementar o treino funcional.

Aproveite os exercícios suspensos para melhorar características do aluno como estabilidade e força. Combinando os movimentos na fita de suspensão com uma preparação adequada você não terá com o que se preocupar.

Está pronto para começar a aplicar os exercícios na fita de suspensão nas suas aulas? Aqui no blog você encontrará artigos com várias dicas de exercícios. Confira cada um deles para se inspirar e ver de vez como esse equipamento é versátil.

Você pode conferir 2 ótimos artigos com exercícios nos links abaixo: