Posted in:

Por Que o Treinamento Funcional para Gestantes é uma Boa Ideia?

A prática de atividades físicas traz inúmeros benefícios durante todas as fases da vida e a gestação não é uma exceção. Devemos incentivar as futuras mamães a se moverem e o treinamento funcional para gestantes é uma ótima opção. Quer entender por quê? Então continue lendo para entender os benefícios do treinamento funcional para gestantes.

Necessidades Especiais da Gestante

Trabalhar com treinamento funcional para gestantes é completamente diferente de trabalhar com outros públicos. Suas necessidades são únicas e mudam rapidamente de trimestre para trimestre. Além disso, seu corpo está passando por mudanças constantes que só elas podem entender completamente.

Apesar disso, a atividade física ainda é essencial nessa fase da vida e deve ser adotada. Estudos indicam que boa parte das gestantes brasileiras permanece sedentária. Isso acontece por uma variedade de motivos. Um dos mais comuns é a falta de orientação adequada que deixa a mulher temerosa quanto à sua saúde e do bebê.

Muitas ainda podem ter medo do exercício danificar seu corpo, mas ele fará exatamente o contrário. Praticar atividades físicas durante o período gestacional ajuda a controlar o ganho de peso e combater problemas comuns da gravidez. Alguns exemplos incluem:

  • Diabetes gestacional;
  • Dor lombar;
  • Edema;
  • Inchaço.

Ou seja, precisamos incentivar o treinamento funcional para gestantes! Elas só têm benefícios a ganhar com isso.

Ao trabalhar com uma dessas alunas lembre-se de seguir corretamente as indicações médicas. Elas estão passando por mudanças:

  • Hormonais;
  • Cardiovasculares;
  • Renais;
  • Pulmonares;
  • Gastrointestinais;
  • Das mamas;

Também é interessante lembrar que a futura mamãe não é um paciente com algum problema de saúde terminal que mal pode se mover. Elas podem e devem se mover e praticar atividades físicas leves a moderadas. Só devemos ser capazes de adaptar os exercícios para atender melhor a suas necessidades.

Atividades Físicas Recomendadas para Gestantes

O mais recomendado é que gestantes pratiquem exercícios com baixo impacto e intensidade de leve a moderada. Por isso, caminhadas são bastante populares entre as futuras mães.

Outras modalidades das quais elas lembram na hora de procurar algo para fazer são Pilates e hidroginástica. Já sabemos que o Pilates possui características ótimas para gestantes. O mesmo ocorre com outras modalidades que mencionei nesse artigo. Mas, como veremos mais à frente, o funcional também é ótimo.

Gestantes saudáveis podem praticar quase qualquer atividade, contanto que treinem dentro de seus limites. O que realmente importa é que a gestante escolha uma atividade agradável.

Para garantir todos os benefícios da atividade física durante a gravidez, é preciso praticá-la ao longo de todo o processo. Então não adianta escolher algo que a aluna consegue fazer por duas semanas e depois desiste porque cansou. Ela deve escolher algo dinâmico e interessante que consiga manter a longo prazo.

Muitas vezes, a gestante encontra atividades físicas que serão benéficas inclusive após o parto. Obviamente, o exercício deve incluir tudo que a praticante precisa para manter a saúde e respeitar seus limites. Muitas vezes, uma simples caminhada já é o suficiente para dar ao corpo o movimento que precisa.

Mas pense bem, esse é um período bastante importante na vida da mulher e durante o qual ela precisa de ótimos cuidados. Por que parar num exercício leve de treino cardiorrespiratório? Existem maneiras muito mais completas de trabalhar esse corpo.

Benefícios do Treinamento Funcional para Gestantes

Quando criamos um programa de treinamento funcional para gestantes temos alguns objetivos em mente. O primeiro deles é conseguir manter o condicionamento físico durante a gestação, manter e melhorar o condicionamento cardiorrespiratório, alongar músculos e fortalecer estruturas corporais. Se tudo for feito corretamente, os riscos de dores e desconfortos para a grávida diminuem, assim como risco de complicações para o feto.

Para isso, recomenda-se praticar exercícios cardiorrespiratórios de intensidade leve a moderada. De preferência, esses exercícios devem trabalhar grandes grupos musculares e exercer baixo impacto sobre o corpo. Preciso mencionar qual modalidade nos proporciona exatamente isso? O funcional, com certeza.

Grávidas também devem trabalhar treino de força e condicionamento muscular. Se elas se manterem sedentárias podem sofrer com perda de força e condicionamento físico importante para a manutenção postural. Através do treino de força seu corpo torna-se capaz de se adaptar melhor às mudanças de cada trimestre.

Além disso, treino de força ajuda o corpo a realizar os ajustes posturais necessários para uma boa gravidez. Lembre-se que sua aluna passou por importantes mudanças no centro de gravidade do corpo. Alterações posturais são naturais, mas se ocorrerem sem suporte postural são uma fonte de dor.

Ok, percebemos que o treinamento funcional para gestantes pode trazer todos esses benefícios. Também existe outro motivo para trabalhar com essa modalidade específica em mulheres grávidas. Ele trabalha com o próprio peso do corpo e acessórios como a faixa elástica.

Exercícios que usam o peso do corpo como resistência são ótimos para prevenir a sobrecarga de estruturas articulares. Se precisarmos evolui-los ainda podemos usar acessórios que não aumentam o impacto. Faixas elásticas e outros equipamentos funcionais são muito recomendados para esse público.

Os movimentos usados no treinamento funcional auxiliam a mulher a fortalecer e alongar musculaturas, manter a mobilidade e condicionamento cardiorrespiratório. É uma modalidade completa que não oferece riscos quando bem utilizada.

Cuidados ao Trabalhar Funcional com Mulheres Grávidas

O treino deve ser planejado levando em consideração cada alteração que acontece nos 3 trimestres de gestação. Se quiser conhecer essas alterações mais a fundo recomendo o ótimo texto da profissional Fabiana Matos. Nele você consegue ver as principais alterações nos trimestres gestacionais e como elas influenciam no treino funcional.

Gestantes devem estar sempre atentas a sua hidratação e nutrição durante, antes e após a prática de atividade física. O ideal é ter um bebedouro de fácil acesso no seu espaço ou recomendar que a aluna traga a própria garrafa d’água. A incentive a se hidratar durante a sessão e também quando estiver em casa.

Também precisamos ficar atentos a sintomas que podem indicar que a gestante ultrapassou seu limite. A dor é obviamente um deles. Também devemos incluir na lista tontura, náusea e falta de ar. A aluna deve realizar os exercícios de maneira que comece a ficar cansada, mas sem chegar à exaustão.

Se necessário, interrompa o exercício e preste auxílio a sua aluna. Nada é mais importante que seu bem-estar.

Conclusão

Precisamos trabalhar com cuidado ao preparar aulas para nossas alunas gestantes. O trabalho deve ser mais individualizado que nunca e se adaptar a cada alteração que a aluna passa. Portanto, trabalhar com gestantes significa estar sempre atento e preparado para precisar mudar a aula.

Quando feito corretamente, o funcional é a modalidade perfeita para elas. Ele impede que a gestante ganhe peso em excesso nesse período e previne outros problemas comuns. Também conseguimos ajudá-las a manter uma boa postura e diminuir dores musculares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *