Posted in:

4 mitos sobre agachamento que devemos desmitificar

mitos sobre agachamento

Qual instrutor de treinamento funcional não usa agachamentos em sua aula? É bem difícil isso acontecer, mas alguns ainda evitam trabalhar com o agachamento. Esse comportamento costuma acontecer devido a alguns mitos relacionados ao exercício.

A falta de informações afeta o agachamento seja entre os praticantes ou entre alguns profissionais menos informados. Por isso alguns mitos sobre agachamento surgiram e se espalharam e enganaram muitos praticantes de atividades físicas.

Apesar desses mitos, esse movimento funcional não deixou de ser extremamente importante para o corpo. Os tabus sobre exercícios físicos são péssimos para a modalidade treinamento funcional e devemos combatê-los. Por isso, separei alguns mitos que devem ser desmitificados para trabalhar com qualidade durante as aulas de Treinamento Funcional.

1. Agachamento é ruim para os joelhos

agachamento é ruim para o joelho

Quem conhece o agachamento sabe: uma das regiões fortalecidas é o joelho. Então por que tantos afirmam que agachar é perigoso para o joelho e pode até levar a lesões?

Dá para entender que praticante todo mundo tem medo de se lesionar. Como as lesões no joelho são bastante comuns esse mito ficou popular como uma maneira de evitá-las durante a prática esportiva. Aqueles que afirmam que agachar pode lesionar o joelho pensam que a carga e pressão exercidos sobre a articulação seriam altas demais. Assim, os ligamentos do joelho acabariam frouxos ou lesionados. Outro argumento são os medos sobre desgaste das cartilagens que poderia levar ao desenvolvimento de algumas patologias.

Se esses rumores fossem verdade, precisaríamos proibir nossos alunos de agachar agora mesmo. Felizmente, podemos ficar tranquilos já que estudos mostram o contrário. A National Strenght and Conditioning Association (NSCA) realizou uma revisão da literatura sobre o assunto. A conclusão foi positiva, não precisamos deixar de agachar ou de recomendar o agachamento. Pelo contrário.

Um aluno que realiza o agachamento de maneira correta estão completamente seguros. Além de não sofrerem lesões eles conseguirão obter todos os benefícios dos exercícios.

Quando falo da maneira correta, quero dizer com uma boa orientação e posição perfeita. Sem adotar a postura, posição e carga adequada o risco de lesão surge. Sim, algumas pessoas acabam com lesões ou dores depois de praticar agachamentos, porém não podemos dizer que o exercício é ruim em si.

Em geral, qualquer problema que surge depois de praticar o agachamento está relacionado a práticas erradas. Ou seja, falta de supervisão de um instrutor, carga exagerada e posições erradas. Vemos isso com frequência em academias quando alguém quer músculo rápido e começa a adicionar carga sem instruções do seu treinador.

Também é possível que o aluno acabe lesionado por causa de problemas pré-existentes como:

  • Compensações;
  • Desvios posturais;
  • Desequilíbrios musculares;
  • Dificuldades articulares.

Uma lesão devido a algo que já existia no corpo do aluno é facilmente evitada, basta preparar seu corpo para o exercício levando em consideração seus defeitos.

2. Agachamento profundo é perigoso

Ao procurarmos sobre informações a respeito do melhor ângulo para agachar surgem alguns que são contra o agachamento profundo. A maioria das informações a esse respeito apontam que o correto é realizar agachamento até 90º, o que é falso.

O agachamento profundo não é perigoso, na verdade, ele é seguro e extremamente eficiente.

Existem algumas recomendações quanto ao ângulo ideal para realizar o agachamento e algumas delas falam sobre agachar até, no máximo, 90º. De acordo com essa informação o agachamento profundo seria perigoso demais e representaria um risco de lesão.

Se você tem algum aluno que evita fazer agachamento profundo por causa de dores lombares e nos joelhos, fique sabendo que o problema deve estar em outro lugar. Na verdade, ele é extremamente benéfico, em especial para quem quer um exercício com alta eficiência e recrutamento muscular.

Quanto maior for o ângulo de flexão dos joelhos, feita de maneira correta significa uma maior mobilidade e estabilidade corporal melhorando a função do corpo. Esse já é um ótimo motivo para quem está se exercitando para deixar o corpo bonito e funcional.

Ele também é a melhor forma de agachamento para fortalecer as musculaturas envolvidas. Ao contrário do que alguns pensam, o ângulo de 90ª também não é completamente seguro e envolve riscos para joelhos e lombar. O mito que agachamento profundo é ruim foi um estudo feito em paraquedistas cerca de 50 anos atrás e com equipamentos que não eram adequados.

3. Agachar é prejudicial para a coluna

agachamento é prejudicial para a coluna

Nosso último mito é mais um que prega como o agachamento é ruim para certa região do corpo. Dessa vez ele aparentemente traria problemas na coluna como lombalgias.

Em geral essa crítica recai sobre as variações do agachamento usando barra, onde ela seria responsável por comprimir a coluna e gerar lesões nessa região. Mas esse é um mito que desconsidera a posição correta para o movimento.

Contanto que o praticante esteja numa posição correta, com a carga adequada e a musculatura preparada ele não corre risco de lesões à coluna. O certo é agachar com a coluna em posição neutra para evitar pressão exagerada.

Quem acha que existe a tendência de pressionar a cervical também está enganado já que a posição ideal não é com a barra apoiada sobre a cervical.

Também existem casos nos quais o aluno possui uma condição pré-existente na lombar que o faça ter dor. Se essa for a situação, será necessário passar por um processo de reabilitação da coluna antes de deixar que o aluno faça um exercício mais complexo.

Levando esses mitos em consideração, podemos concluir que o grande problema é a falta de instrução, preparação e execução incorreta do exercício. Todo tipo de atividade física apresenta riscos, mesmo em ambientes extremamente controlados. O que podemos fazer é diminuir esses riscos ao máximo dando as instruções corretas e preparando o aluno.

4. Você não pode deixar os joelhos depois da linha dos pés

Esse é um mito bastante divulgado. Sempre que buscamos na internet a posição ideal para agachar os artigos dão ênfase à posição dos joelhos que aparentemente nunca deve estar depois da linha dos pés.

Precisamos sim tomar cuidado com a posição dos joelhos, evitando que fiquem abertos ou fechados demais. A posição errada pode dar dores e até lesões, mostrando que é um ponto importante. Porém nem todo mundo consegue manter a articulação na linha dos pés.

Características fisiológicas fazem com que passar um pouquinho desse ponto seja normal. Contanto que a posição do quadril e da lombar esteja correta ultrapassar esse limite levemente não representa um problema significativo.

Conclusão

Mesmo com todos os mitos que rodeiam o agachamento, ele ainda é importantíssimo para o Treinamento Funcional. Hoje sabemos que o agachamento, em especial o agachamento profundo, é extremamente eficiente para trabalhar não só membros inferiores, mas todo o corpo.

Portanto, quando seu aluno ficar inseguro na hora de agachar faça com que ele se livre desses mitos e preconceitos. Precisamos utilizar o agachamento de maneira segura, mas ainda sem medo de mitos que podem impedir sua aula de atingir todo seu potencial.

Quer aprender mais sobre o agachamento? Confira meu guia completo com informações teóricas e práticas sobre o exercício. Basta clicar nesse link para acessar o Guia Completo do Agachamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *