Posted in:

Importância de trabalhar transverso abdominal para estabilização da coluna

Por acaso você é um daqueles instrutores que pede para o aluno realizar uma contração do abdômen durante os exercícios? Você não está inteiramente errado, mas esse tipo de comando não é completamente eficiente para prevenir ou tratar dor lombar. Vou te dar uma dica que também estava no título desse artigo: um dos culpados é o transverso abdominal.

Esse músculo profundo da coluna possui diversas funções no corpo e está muito envolvido em casos de lombalgia. Conheça-o com mais detalhes e como ele atua para estabilizar a coluna.

Estabilização da coluna

A coluna vertebral é um eixo que permite o movimento. Para conseguir manter seu papel de sustentação, a coluna precisa estar estabilizada para prevenir lesões e dores, mas sabemos que nem todos os nossos alunos possuem essa estabilização muito adequada.

A coluna é formada por unidades articulares chamadas de vértebras, isso você já sabe. Cada uma delas possui uma pequena amplitude de movimento que só é ampliada quando todas elas se juntam para a movimentação. Sempre menciono o importante dilema da coluna vertebral: a conexão entre mobilidade e estabilidade.

Uma coluna com seu movimento fisiológico precisa das duas características em harmonia. Nosso foco no artigo de hoje é a estabilização, portanto, devemos entender como ela funciona. A estabilização dessa estrutura envolve três subsistemas:

  • Passivo;
  • Ativo.

O sistema passivo é feito pelos ligamentos, estruturas ósseas e articulares. É ele que controla a amplitude articular, desenvolvendo forças reativas ao movimento. Ele é extremamente eficiente e consegue impedir boa parte dos movimentos que seriam lesivos para a coluna. Mas existe uma falha desse sistema próxima à posição neutra articular.

As estruturas articulares, ligamentares e ósseas da coluna exercem pouco ou nenhum suporte nessa posição. Por isso, precisa do auxílio de musculaturas, que são o sistema ativo. Esse subsistema é capaz de estabilizar as estruturas vertebrais, mesmo na posição neutra.

Também existe o sistema neural, que tem sua origem na organização do córtex cerebral. Ele regula as forças exercidas sobre a articulação. Dificilmente conseguimos atuar diretamente no subsistema neural, portanto, focamos nossos esforços nos outros dois.

Instabilidade da coluna

Mencionei que a posição neutra das articulações vertebrais são uma região na qual o subsistema passivo é incapaz de atuar. Isso acontece porque os ligamentos localizados em volta das vértebras possuem uma região de frouxidão elevada na posição neutra. Assim, os movimentos realizados dentro dessa zona acontecem com pouca resistência.

É possível que essa zona neutra aumente de maneira não fisiológica. Isso acontece quando os ligamentos ou parte do sistema ativo sofre uma lesão. Felizmente, conseguimos restaurar os limites da zona neutra através do sistema ativo, os músculos.

Portanto, os músculos estabilizadores da coluna vertebral possuem um papel essencial na nossa prática profissional. Entendendo como a instabilidade da coluna acontece conseguimos preveni-la e tratá-la através do movimento.

Transverso abdominal na coluna vertebral

O músculo transverso abdominal é conhecido como um importante e potente estabilizador da coluna. À frente, a musculatura é cortada pela linha alba. Na parte posterior, tem sua ligação com a fáscia toracolombar. Considerando essas estruturas, podemos dividi-lo em transverso direito e esquerdo.

O transverso abdominal também possui um importante papel no controle da pressão intra-abdominal (PIA). Quando ele se contrai acontece o aumento da pressão tanto no abdômen quanto na fáscia toracolombar. Isso acontece principalmente pela posição e orientação das fibras desse músculo. Por estarem orientadas de forma horizontal, sua contração gera uma diminuição da circunferência abdominal.

A compressão do transverso também gera maior estabilização da coluna através da redução de:

  • Forças de cisalhamento que atuam sobre as vértebras;
  • Compressão axial.

Porém, não é o suficiente somente solicitar uma contração desse músculo para garantir a estabilidade. Suas linhas inferiores são responsáveis por tracioná-lo para dentro e para baixo. Por causa delas, a parte inferior do abdômen é contraída, formando um tipo de espartilho no abdômen. Por isso, o transverso abdominal é incapaz de se contrair somente no sentido interno.

Sua contração ocorre de forma ascendente na direção da crista ilíaca. Quando realizada dessa maneira, o aluno consegue contrair o transverso na altura de suas fibras médias e horizontais, aquelas responsáveis pela estabilização da coluna.

O transverso atua junto a outros músculos para garantir a melhor estabilização da coluna vertebral. Os principais deles são:

  • Multífidos;
  • Oblíquos.

Juntas, essas estruturas realizam uma cocontração para preparar a coluna para o movimento. O transverso tem importância extrema por ser o primeiro músculo ativado. Ele diminui a mobilidade da coluna lombar, o que impede dores durante a movimentação.

Problemas de ativação do transverso abdominal

Em pessoas saudáveis o transverso abdominal realiza uma contração antes do movimento. É isso que previne movimentos errôneos da coluna, ou seja, evita lesões. Mas imagino que você já tenha lidado com casos de dor na coluna, em especial lombar, antes. Nem todos os corpos possuem uma ativação correta do transverso.

Alguns indivíduos com dor lombar possuem um atraso na contração desse músculo. Por causa desse déficit de controle motor a coluna perde parte do seu subsistema ativo de estabilização, aumentando a zona neutra de instabilidade articular.

É claro que nem todos os casos de dor lombar, incluindo dor lombar crônica, acontecem somente pela falta de ativação do transverso. Existem diversas causas para esse tipo de patologia, como amnésia glútea e desvios da coluna. Mas é essencial conhecer esse músculo e sua ativação para fornecer o melhor tratamento possível.

Treinamento do transverso abdominal

Se você deseja tratar a dor lombar e outros tipos de disfunção da coluna, precisa lembrar do transverso do abdômen. Percebemos que essa musculatura é essencial para o controle e estabilização das estruturas vertebrais e também da pressão intra-abdominal.

Sua fraqueza e ativação erradas causam diversos problemas, inclusive em outras articulações. A sacroilíaca, por exemplo, pode desenvolver frouxidão ligamentar por causa desse músculo. O início do tratamento sempre deve envolver músculos estabilizadores profundos da coluna, como o transverso e os multífidos.

Conclusão

Não é fácil ou simples tratar a dor na coluna lombar e existe um motivo para isso. As disfunções na coluna envolvem musculaturas profundas que são difíceis de trabalhar e fortalecer. Por isso, a escolha dos exercícios e uma avaliação cuidadosa são tão importantes na nossa aula.

Dificilmente seu aluno conseguirá ativar o músculo transverso ou os multífidos através de comandos verbais. Eles sequer sabem onde estão esses músculos, então como fazer com que melhorem sua ativação? Realizando exercícios focados nessas estruturas, certamente.

Quer aprender mais sobre musculaturas envolvidas na dor lombar e ver diversos exercícios para usar na sua aula? Confira meu e-book gratuito com 50 exercícios para dor lombar

Um Comentário

Deixe uma Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *