Posted in:

Conheça 5 Incríveis Exercícios para Manguito Rotador (+ Fotos)

Uma das regras chaves de qualquer processo de reabilitação ou prevenção de lesões no ombro é garantir a estabilidade. Mas só conseguimos isso ao utilizar exercícios para manguito rotador, um dos principais estabilizadores do ombro.

Quer aprender a usar exercícios que serão realmente úteis para seu aluno? Continue lendo para aprender mais sobre o manguito e como ele deve ser trabalhado em aula. Esses conhecimentos te ajudarão a garantir um ombro mais resistente e funcional para o aluno, permitindo mais amplitude e movimentos seguros.

Antes de começarmos o texto, eu recomendo fortemente que você clique aqui e participe do meu grupo exclusivo do WhatsApp, onde eu envio vídeos e exercícios todos os dias. PS: Grupo exclusivo para profissionais e estudantes de Fisio e Ed. Física.

Como Funciona a Estabilização do Ombro

O ombro é o conjunto articular com maior liberdade de movimento do corpo. Sua estrutura o permite realizar movimentos em quase todas as direções e sentidos, com grande amplitude. Essa liberdade vem a um custo de estabilidade, que também torna do complexo do ombro um dos mais instáveis. Ele está sujeito a variados tipos de lesões e patologias quando não está propriamente estabilizado.

A estabilização do ombro ocorre através dos seguintes mecanismos:

  • Tendões;
  • Ligamentos;
  • Estruturas ósseas;
  • Músculos.

Quando um aluno chega no nosso Studio ou clínica é normal estar com lesões nas estruturas estabilizadoras passivas do ombro. Eles são os ligamentos, labrum e os tendões. Por que vemos tantas lesões em estruturas do ombro se ele aparentemente é rico em estabilizadores? Veja os ligamentos como exemplo, existem diversos deles sustentando os movimentos do membro superior. Boa parte deles está inclusive localizada ao redor da cabeça do úmero para mantê-lo estável durante o movimento.

Existe um fator anatômico relacionado a essa constante instabilidade do ombro. A cavidade glenóide, na qual a cabeça do úmero se encaixa, é muito rasa. Ou seja, ela é capaz de permitir amplitudes de movimento elevadas, mas incapaz de estabilizar o ombro sozinha.

A cabeça do úmero é rodeada de ligamentos que devem mantê-lo estável. Mas sua amplitude de movimento faz com que seja impossível ter ligamentos excessivamente rígidos. O ombro é uma região que acaba comprometendo instabilidade em favor da mobilidade. Exatamente por isso que também encontramos estruturas responsáveis pela estabilização dinâmica. É aí que entra o manguito rotador, o principal estabilizador dinâmico do complexo do ombro.

Músculos do Manguito Rotador

O manguito rotador é um conjunto muscular do ombro composto por 5 musculaturas, que são:

  • Músculo subescapular;
  • Músculo redondo menor;
  • Músculo infra espinhal;
  • Músculo supra espinhal;
  • Cabeça longa do bíceps.

Essas musculaturas são responsáveis pelos principais movimentos do ombro, no caso:

  • Rotação interna;
  • Rotação externa.

As ações musculaturas do manguito rotador são responsáveis pela estabilização dinâmica do ombro. Ele equilibra a cabeça do úmero e a direciona para um encaixe perfeito com a cavidade glenoidal. Com o auxílio do deltóide e do peitoral maior, o manguito também realiza os movimentos do úmero.

A estabilização dinâmica realizada pelo manguito está intimamente ligada aos estabilizadores estáticos do ombro. É comum que desequilíbrios nesse conjunto muscular gerem também lesões nos tendões ou ligamentos. Os tendões estão localizados na base do manguito, sendo os principais deles:

Eles são responsáveis por conectar as musculaturas do manguito às estruturas articulares. Quando não existe estabilização dinâmica os tendões ficam sobrecarregados e podem sofrer lesões. Conhece alguém que possui tendinite no ombro? É possível que isso esteja relacionado a uma falta de suporte do manguito ou desequilíbrios e problemas de ativação muscular.

Patologias e Lesões Relacionados ao Manguito Rotador

A lesão de musculaturas do próprio manguito rotador está entre as causas mais comuns de dor no ombro que encontramos. Além disso, a instabilidade do ombro faz com que o aluno desenvolva uma série de lesões.

Um exemplo bastante claro de como a falta de estabilização é prejudicial para esse complexo articular é a bursite. As articulações do ombro são sinoviais, portanto, possuem suporte de pequenas bolsas preenchidas com líquido sinovial. As bursas localizadas no espaço subacromial acabam comprimidas quando o ombro está instável. A compressão excessiva leva a inflamação da bursa que conhecemos tão bem.

Também é possível encontrarmos inflamação de tendões e até deformação em estruturas ósseas. Esse último caso é mais comum quando existe rompimento das estruturas do manguito, causando impacto excessivo na articulação glenoumeral.

SE VOCÊ QUER RECEBER VÍDEOS E EXERCÍCIOS GRATUITAMENTE NO WHATSAPP CLIQUE AQUI.

Lesão do Manguito Rotador

Um resultado óbvio de musculaturas fracas no manguito rotador é a lesão de suas musculaturas. Existem três estágios de lesão do manguito:

  1. Caracterizado por edema, inflamação e hemorragia de bursa e tendões.
  2. Acontece o espessamento da bursa e fibrose nos tendões.
  3. Leva a ruptura das musculaturas do manguito e consequente alterações ósseas no úmero e no acrômio.

Os dois primeiros estágios são mais comuns em pessoas jovens e adultos. Já o último estágio costuma acontecer em pacientes acima dos 40 anos. Felizmente, é possível realizar o tratamento e prevenção da lesão do manguito rotador através de métodos conservadores e exercícios. Só casos mais graves, geralmente de indivíduos fisicamente ativos, costumam precisar de cirurgia.

Para prevenir as lesões precisamos trabalhar com exercícios para manguito rotador. Quando essas musculaturas estão fortalecidas e tem seu funcionamento fisiológico conseguem permitir movimentos na amplitude máxima e suportam mais carga. Assim, ajudam a prevenir a lesão e também a diminuir o impacto nas articulações do ombro.

Cuidados ao Realizar Exercícios para Manguito Rotador

Fortalecer musculaturas do manguito é parte de qualquer trabalho de prevenção de lesões. Só precisamos ter certeza de que estamos aplicando os exercícios para manguito rotador da maneira correta. Sempre preste atenção na postura do aluno e alinhamento articular durante os movimentos. Queremos evitar uma sobrecarga na coluna que possa gerar outros tipos de dores. Também é necessário observar o alinhamento do cotovelo para evitar sobrecarga na articulação.

Precisamos lembrar que os exercícios para manguito rotador devem ser trabalhados em todas as amplitudes de movimento. Só assim teremos uma prevenção realmente eficiente e bom fortalecimento do manguito.

Por último, tome muito cuidado com a carga usada no exercício. Muitos profissionais optam por usar a faixa elástica como opção para evitar sobrecarga nas estruturas do manguito rotador. O aluno deve começar sempre usando cargas baixas ou sem carga e ir evoluindo aos poucos. Quanto menor for o impacto da carga na articulação melhor e menor a probabilidade do aluno se lesionar durante o treinamento.

Exercícios Para Manguito Rotador

1. Remadas 

2. Rotação Externa em Decúbito Dorsal 

3. Manguito no Barrel 

4. Rotação Externa em Decúbito Ventral

5. Exercício L

Conclusão

Quando falamos em ombro estamos falando de um dos conjuntos articulares mais instáveis do corpo. Para manter sua boa estabilização é preciso que estabilizadores dinâmicos e estáticos trabalhem em conjunto. Caso contrário estaremos diante de um aluno com um grande número de lesões e problemas no complexo do ombro.

Os exercícios aqui apresentados são sugestões para que você complemente sua aula com um bom trabalho de manguito rotador. Nunca devemos focar somente em uma ou outra musculatura do ombro. O trabalho deve sempre ser global, incluindo exercícios para bases do corpo como Core e glúteo. Assim conseguimos dar a sustentação necessária para os movimentos do membro superior e segurança para o corpo.

Gosta do meu trabalho? Te convido então a entrar no meu grupo do WhatsApp. Já enviei 165 vídeos este ano! Todos os dias um vídeo novo! (Somente para profissionais e estudantes da Fisio e Ed. Física).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *