Posted in:

Conheça os Benefícios do Pilates para o Alívio da Dor Lombar

Todo mundo experimenta um episódio de dor lombar pelo menos uma vez na vida. Pode ser porque você passou tempo demais digitando aquela tese para a faculdade e sua coluna sofreu pela maneira de sentar. Ou porque carregou peso em excesso da maneira errada. De qualquer maneira, a coluna é sempre a primeira a sofrer por alguns hábitos de vida. Em nossos pacientes isso é bastante comum e devemos aprender a gerar o alívio da dor lombar.

Quero sugerir aqui o uso do Pilates como a modalidade perfeita para conseguir alívio da dor e retorno às atividades diárias. Entenda como o Método pode ajudar e comece a aplicá-lo em sua aula.

Dor lombar: E Tudo uma Questão de Causa

Falando em dor lombar, estou agrupando uma série de condições, desvios posturais e desequilíbrios musculares que têm como resultados a dor. Para realmente conseguir o alívio da dor lombar, precisamos entender suas causas.

A origem do problema depende bastante dos hábitos de vida do indivíduo. Em geral, pacientes sedentários desenvolvem dor por causa de fraqueza muscular, especialmente em estabilizadores da coluna e em músculos de base como glúteo máximo. Também é possível que o quadro álgico tenha surgido por causa das atividades laborais do indivíduo.

Quer um exemplo que você vai encontrar muito nos studios de Pilates? Pessoas que trabalham em escritório e desenvolvem dor lombar porque adotam má postura no trabalho. Essa postura está diretamente ligada à falta de atividade física que leva ao enfraquecimento e desequilíbrio muscular. Convenhamos, alguém que não se move é incapaz de fortalecer músculos eretores do tronco.

Com frequência, o quadro álgico da região lombar também está relacionado a falta de estabilidade e flexibilidade das estruturas vertebrais. Isso acontece porque existe fraqueza das estruturas estabilizadoras ativas da coluna. Como resultado, teremos estruturas passivas tensionadas, encurtadas e incapazes de estabilizar completamente a coluna.

Imagino que lendo o título desse artigo você já imaginou o que vou dizer. O Pilates é uma ótima modalidade para tratar e prevenir dor lombar. Só precisamos saber aplicá-lo corretamente nesses pacientes.

Benefícios do Pilates no Alívio da Dor Lombar

Vamos listar algumas características comuns em pacientes com dor lombar:

  • Músculos abdominais e espinhais fracos;
  • Instabilidade da coluna lombar;
  • Pressão excessiva sobre estruturas estabilizadoras passivas;
  • Pouco condicionamento físico;
  • Má postura;
  • Falta de flexibilidade.

Agora lembremos que o Pilates tem como objetivo atingir a perfeição na execução dos movimentos. Para isso ele cria um corpo fortalecido e flexível, com boa respiração e ótimo alinhamento corporal. Através de seus exercícios conseguimos dar ao corpo todas as habilidades necessárias para manter uma coluna saudável e sem dores.

Os exercícios de Pilates proporcionam flexibilidade e fortalecimento de musculaturas abdominais que realizam o suporte da coluna. Um dos principais pontos da modalidade é o fortalecimento do Power House, estrutura composta pelos principais estabilizadores da coluna.

Também conseguimos melhorar a flexibilidade de músculos da cadeia posterior. Dessa maneira, o paciente adquire melhor amplitude de movimentos da coluna e fica mais preparado para suas atividades diárias.

Já ouviu falar numa palavra chamada consciência corporal? Se você é instrutor de Pilates tenho certeza que ouviu. Ter consciência corporal significa conseguir ajustar o corpo a estímulos através de contrações musculares corretas. E adivinhe, é algo que os pacientes com dores na coluna precisam muito. Através dessa habilidade eles conseguem adotar uma melhor postura na aula e nas atividades de trabalho e lazer.

Existe mais uma vantagem de usar esse método para alívio da dor lombar. Ele favorece a estabilidade da coluna sem tensionar estruturas passivas. Dessa maneira conseguimos auxiliar mesmo alunos que já tenham lesões de tecidos moles e evitamos o progresso da lesão ou patologia.

Não conseguimos só o alívio da dor lombar usando o Pilates. Também é possível melhorar sua movimentação, restaurar a capacidade funcional e independência. Tudo isso começa a ser sentido desde a primeira sessão e o quadro só melhora conforme o tratamento progride.

Como Preparar uma Aula de Pilates para Alunos com Dor Lombar

Alguns movimentos são praticamente impossíveis para quem está com dor lombar. Você precisará de cuidado especialmente com quem foi diagnosticado com dor lombar crônica. Vamos falar rapidamente sobre esses casos.

Em geral, quem está com dor crônica tem o problema lombar há vários meses e não possui um diagnóstico claro. É difícil determinar a origem da dor e exames de imagem dificilmente te ajudarão nisso. Eventualmente, a pessoa passa a “aceitar” a dor como parte da sua vida. Para nós isso significa problema porque precisamos convencer o paciente que se mover não significa dor.

No início do tratamento precisaremos adaptar quase todos os exercícios, em especial aqueles que afetam diretamente a lombar. Adote extensões lombares de menor amplitude e use acessórios como o foam roller para fazer movimentos mais suaves. Também devemos investir no trabalho de bases do corpo.

Preste atenção especial nas musculaturas abdominais e músculos de membros inferiores. Você perceberá que boa parte dos pacientes com dor lombar crônica ou inespecífica possuem musculatura glútea pouco ativada. Como estamos limitados no trabalho lombar, trabalhar com glúteos te ajuda a preparar o movimento.

Outro ponto essencial: oriente seu aluno para fazer exercícios lentos e controlados. Não estamos na aula de Pilates para ver quem termina a série mais rápido. O método dá ênfase em exercícios bem executados e com controle de movimento. Seu aluno só conseguirá melhorar sua postura e alcançar o alívio da dor dessa maneira.

Sempre observe a postura do paciente durante a execução dos exercícios. Te garanto que ele terá diversos desvios no início. É seu papel continuar corrigindo cada um deles. Conforme evoluirmos os exercícios ter uma boa postura se torna essencial. Caso contrário arriscamos até piorar o quadro álgico desse indivíduo já fragilizado.

Conclusão

Mas Keyner, que exercícios de Pilates eu posso usar com meu aluno?

Achou que eu ia te dar uma listinha pronta com tudo que precisa? Nada é tão fácil assim! Precisamos avaliar cada paciente individualmente para determinar quais exercícios de Pilates são mais adequados para alívio da dor lombar. Por isso, quero finalizar esse artigo com algo muito melhor que uma listinha de exercícios.

Te deixarei com dois e-books essenciais para você que deseja melhorar seu atendimento de Pilates para alunos com lombalgia. Neles você aprenderá a adaptar sua aula e adequá-la ao caso do aluno. Você também terá acesso a 50 exercícios de Pilates e Treinamento Funcional que auxiliam seus pacientes com dor lombar. Vamos continuar estudando? Acesse esses e-books gratuitos nos links abaixo:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *